Guaraí - Tocantins - Brasil, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Acessos: 77647

Você está em: Página Inicial » Notícias » Detalhe da Notícia

Teia e Cultura Viva - Natal/RN

O Ponto Cultura de Guaraí estará presente nesse evento junto com todos os outros Pontos do Tocantins. Vamos que vamos....

Sobre a TEIA

A Teia é o encontro dos Pontos de Cultura do Cultura Viva e das representações da Diversidade que integram o Brasil Plural. Em sintonia com as estratégias e diretrizes gerais do Plano Nacional de Cultura, a Teia Nacional da Diversidade 2014 inaugurará um espaço para encontro, reconhecimento, convivência, reflexão, formação e divulgação de temas prioritários de grupos, coletivos, comunidades, Pontos de Cultura e iniciativas que integram os Programas Cultura Viva e Brasil Plural.

A TEIA da Diversidade tem o objetivo de consolidar o Programa Nacional de Promoção da Cidadania e da Diversidade Cultural – Cultura Viva (PCV) como o programa de base comunitária do Sistema Nacional de Cultura. Também é um espaço que se propõe a refletir criticamente sobre: a  proposta de realinhamento do novo PCV para um programa de base comunitária, a partir da Portaria 118 de 30 de dezembro de 2013; O processo de integração de programas, projetos e ações do Sistema MinC ao Cultura Viva; E sobre as contribuições da TEIA 2014 para o desenvolvimento do Programa.

As atividades da Teia Nacional da Diversidade 2014 incluem as TEIAS estaduais, encontros para preparação e envolvimento da sociedade civil participante. No âmbito nacional, foram realizadas quatro edições do encontro: Teia 2006 – Venha Se Ver e Ser Visto, São Paulo (SP), Teia 2007 – Tudo de Todos, Belo Horizonte (MG), TEIA 2008 – Iguais na Diferença, Brasília (DF), e TEIA 2010: Tambores Digitais, Fortaleza (CE).

Sobre o Cultura Viva
As ações de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura são implementadas por meio do Programa Cultura Viva. Seu objetivo é fortalecer o protagonismo cultural da sociedade brasileira, valorizando as iniciativas culturais de grupos e comunidades excluídos, e ampliando o acesso aos bens culturais, principalmente por meio do apoio a projetos de grupos, coletivos e entidade culturais denominados Pontos e Pontões de Cultura. O programa Cultura Viva é gerido pela Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/Minc).

O Programa Cultura Viva tem como ação prioritária o PONTO DE CULTURA. É o reconhecimento do Estado às manifestações culturais da sociedade brasileira já organizadas nas comunidades urbanas e rurais do país. Os pontos funcionam como locais de recepção, articulação e disseminação de iniciativas culturais, e não possuem um modelo único de atividades, nem de instalações físicas. O que os une é a transversalidade da cultura (que abrange várias temáticas) e a gestão compartilhada entre o poder público e a sociedade civil.

Considera-se como público prioritário os povos indígenas, quilombolas, povos de terreiro, povos ciganos, outros povos e comunidades tradicionais e minorias étnicas; mestres, praticantes, brincantes e grupos das culturas populares, urbanas e rurais; artistas e grupos artísticos; crianças, adolescentes, jovens e idosos; pessoas com deficiência; mulheres; população de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis – L G B T; pessoas em situação de rua; pessoas em situação de sofrimento psíquico; pessoas ou grupos vítimas de violência; pessoas em privação de liberdade; populações de regiões fronteiriças; grupos assentados da reforma agrária; população sem teto; populações atingidas por barragens; e comunidades de descendentes de imigrantes.

Para se tornar um Ponto de Cultura, é necessário participar dos editais do Programa Cultura Viva lançados pelo Ministério da Cultura (MinC), pelos governos dos estados ou municípios, e, eventualmente, por outras instituições públicas. Outras linhas de fomento a Pontos de Cultura também são possíveis: Pontos de Leitura, Pontinhos de Cultura, Pontos de Memória, Pontos de Bens Registrados como Patrimônio Imaterial.

O Programa Cultura Viva é financiado com recursos do Governo Federal, dos entes federados, e de outros parceiros públicos por meio de convênios, bolsas ou prêmios concedidos através de seleção pública. É uma ação que potencializa iniciativas culturais para seu fortalecimento e articulação em rede.

Notícias relacionadas