Guaraí - Tocantins - Brasil, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Acessos: 77647

Você está em: Página Inicial » Notícias » Detalhe da Notícia

Tocantins em destaque Jornal Paraibanos. Feira Nacional surpreende!

É a genteque faz a cultura, e não o governo. Venham todos ajudar a tecer a teia”. Eraassim que o arte-educador Jonas Banhos, o Palhaço Ribeirinho, convocava quem iachegando a Teia, ontem na UFRN, para ajudá-lo a desenrolar um emaranhado defitas que comporia o cenário da Biblioteca Comunitária Barca das Letras,projeto que, em seis anos, apresentou o prazer da leitura a milhares decrianças e jovens.



Sua biblioteca itinerante navega principalmente por comunidades ribeirinhas daAmazônia, distribuindo gratuitamente, além de livros e gibis, brinquedos,material escolar, filmes animados, poesia e sorrisos.

Nascido na comunidade Quilombola Conceição doMacacoari, no Amapá, o Palhaço Ribeirinho fica até sábado. “Vim para arrecadarlivros e revistas e divulgar o projeto”, disse o alegre e colorido personagem.Ele contou que distribui uma média de 10 mil livros/revistas por ano e que essetrabalho – voluntário – resultou no surgimento de mais de cem bibliotecascomunitárias.



A Feira da Economia Solitária e Criativa, também na UFRN, estava movimentadaontem e deve atrair muita gente até sábado, quando termina o evento. A feirareúne artesanato de vários estados, com trabalhos que vão da cultura pop àindígena. Todos selecionados por edital.
O estandede Tocantins é um dos que mais chama atenção pela beleza. Ele conta com peçasde oito pontos de cultura do Estado. Os trabalhos feitos com capim dourado(bolsas, brincos, jarros e outros objetos utilitários) dividem o espaço com bonecosdecorativos de jatobá.



Uma arte muito singular que o visitante vai poder ver é o mosaico feito comazulejo e sementes típicas do Brasil (feijão e café), trabalho do mosaicistaPaulo da Silva, de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. O artista trouxe para oevento três obras em que retrata as raízes brasileiras (o negro e o índio) etambém a música (mosaico de Elis com Milton Nascimento). Paulo da Silvacomentou que pesquisou no mundo inteiro e não encontrou nada igual ao que elefaz. Sua arte, além de muito bonita, é original.

 

Fonte:

http://tribunadonorte.com.br/noticia/mesmo-com-atraso-feira-nacional-surpreende/282631

 

Foto: Rayane Mainara

Artesanato do Tocantins na Teia Nacionalda Diversidade

Notícias relacionadas